sexta-feira, 13 de setembro de 2013

A Festa no Céu: fábula de Luís da Câmara Cascudo e sua biografia. Interpretação de texto

O Sapo e o Urubu se divertem
na festa no Céu
Certo dia,  espalhou-se  pela floresta a noticia de que haveria  uma festa no Céu, onde só poderiam comparecer os bichos que voassem.  Sendo assim, todas as aves foram convidadas. 

Seu Sapo  não foi convidado e ficou muito triste.  Mas,  começou a  dizer que também iria à festa.  

Logo ele, pesadão e não sabendo sequer correr, seria capaz de subir àquelas alturas ? 

Os bichos morriam de tanto rir. Os pássaros, então, nem se fala!

Mas, de repente, seu Sapo  teve uma ideia e disse:


- Irei à festa, pegando carona no violão do meu amigo Urubu !
   
Na véspera, procurou o Urubu e esteve bastante tempo a conversar com ele. O urubu se divertia muito com a conversa do Sapo. Depois, se despediu dizendo: 
Aves animadas  e bem  vestidas voando
 para a festa  no Céu

- Bem, camarada Urubu, quem é coxo  parte cedo e eu vou  indo, porque o caminho é muito longo.
 
O Urubu respondeu:
 
- Você vai mesmo?
 
- Se vou? Claro que sim, lá nos encontraremos !
O Sapo escondeu-se
dentro do violão

No dia seguinte, sem que o urubu percebesse, o sapo entrou no violão e ficou  quietinho lá dentro.
 
- Que engraçado, esse violão está pesado !

Pensou o Urubu, que pegou a viola, amarrou-a a tiracolo e bateu asas para o céu:  rru-rru-rru...!

Chegando ao céu, o Urubu arrumou a viola num canto e foi à procura das outras aves.

Os animais dançam
animados na festa
O Sapo  olhou  por uma fresta e, vendo que estava sozinho, deu um pulo e veio para a rua, todo satisfeito.

Nem queiram saber o espanto que as aves tiveram, ao ver o Sapo no Céu!  Todos queriam saber como ele chegou lá,mas o Sapo repetia:

O Sapo vestiu uma roupa
 bonita para a festa
- Segredo!   Segredo!

As aves se reuniram e resolveram expulsar o sapo da festa, dizendo:

- Você não é ave, não foi convidado e  tem a boca grande. Vamos jogá-lo lá embaixo.

Assim fizeram, e o Sapo caiu de costas na água, sem se machucar.  O Sapo aprendeu a lição e nunca mais foi a uma festa sem ser convidado.  

Sapo cururu,  espécie natural das Américas.
Tem 25 cm e pode pesar até 2 kg  
Adaptação: Conto tradicional do folclore brasileiro - Luís da Câmara Cascudo. Disponível em: 


Luís da Câmara Cascudo -  breve biografia do autor 


Luís da Câmara Cascudo foi historiador, antropólogo, folclorista,  advogado, jornalista  e  pesquisador brasileiro de  diversas culturas.   Nasceu em 1898 em Natal, capital do Rio Grande do Norte, estado da Região Nordeste, e morreu em 1986.  Foi um importante estudioso do folclore brasileiro e mundial.  Ele pesquisava e reunia lendas e contos populares do Brasil, e  relacionava com lendas e mitos de outras partes do mundo.
As aves tocam e dançam
  animadas  na festa no Céu  
A festa no céu é uma fábula muito antiga e muito popular no Brasil. Cascudo e os demais folcloristas a classificaram como um conto etiológico, ou seja, um conto inventado para explicar o motivo de determinadas características de um animal, como por exemplo: o macaco ter o rabo grande, a tartaruga ter o casco remendado, e assim por diante. 

O conto  a festa no céu,  também faz parte do folclore português. Em algumas regiões do Brasil, no lugar do sapo tem uma tartaruga ou  um jabuti. 

         Compreensão do texto 
Urubu voando 

1-    Onde ocorreu  a festa?
2- Nem todos os animais da floresta foram convidados. Quem poderia participar da festa?
3- O sapo decidiu que iria à festa, mesmo sem ser convidado.  Como ele chegou lá ?
4- Como o urubu descobriu o sapo dentro de seu violão?
5-    Você seria capaz de ir a uma festa sem ser convidado ?Ficaria satisfeito de receber pessoas não convidadas na sua festa?
6-    Quem é o autor dessa fábula? Onde e quando  ele nasceu?

Urubu andando 
     7-  Há outras versões dessa fábula, onde  no lugar do sapo estão a tartaruga  ou o cágado ou o  jabuti. Você conhece alguma dessas versões ? Apresente para a turma da sua classe.  
       8-  O autor classifica essa história como um conto etiológico.  O que é um conto etiológico?
      9 – Observe a imagem onde aparecem o sapo e   o urubu com seu violão nas costas, ambos  se divertindo na festa lá no céu. Observe as demais imagens do texto. Escreva uma nova versão dessa história, junto com todos os colegas da turma. Vamos lá !. 

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Ângela. Fico feliz que tenha gostado.
      Volte sempre !

      Excluir
  2. muito bom esta muito bem caprixado continue a pessoa maravilhoso que vc e beijo luiz

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, Luiz. Fico feliz que tenha gostado. Bjs !

    ResponderExcluir

Não serão aceitos palavrões nem ofensas.